IT Mídia IT Mídia
Notícias em destaque
RSS
por InformationWeek EUA
Entrevista | 31 de julho de 2009

Estratégias e incentivos da TI em Saúde nos EUA

David Blumenthal fala do programa de estímulo a médicos e hospitais para usar sistemas eletrônicos de saúde

O recente nomeado coordenador de TI de Saúde Nacional, David Blumenthal, irá liderar a estratégia do presidente norte-americano Barack Obama. A principal tarefa de Blumenthal é aconselhar o Departamento de Saúde e Serviços dos EUA sobre os detalhes finais do pacote de estímulos do governo federal no valor de mais de US$ 20 bilhões. A ideia é incentivar médicos e hospitais a usar “qualificados” sistemas eletrônicos de saúde por meio dos pontos estipulados.

Em entrevista a InformationWeek, dos Estados Unidos, Blumenthal comenta sobre o esforço que envolve o progresso do programa de incentivo bilionário que será lançado em 2011.

InformationWeek: Existe alguma flexibilidade ao ajustar a agenda de benefícios caso os provedores de saúde não consigam alcançar tudo o que eles precisam de acordo com os requerimentos estipulados? A impressão é de que não haverá muito tempo para os provedores alcançarem todos os requerimentos de incentivos para 2011 quando a regra for publicada.

Blumenthal: A lei é clara. Especifica quanto dinheiro estará disponível cada ano para esse fim. Nós faremos nosso melhor para que isso esteja disponível o mais rápido possível. A partir do momento que a regra se tornar pública, eu acredito que os colaboradores terão algum senso de direção. Mas aqueles que gostam de planejar com antecedência terão que adivinhar as normas.

InformationWeek: Os incentivos serão suficientes para que os colaboradores de saúde consigam alcançar todos os requerimentos?

Blumenthal: Eu acredito que existe uma aceitação crescente de que não há como fugir dos sistemas eletrônicos de saúde para que aja troca de informações. Não há dúvidas de que a adoção irá aumentar de forma estável nos próximos 5 ou 10 anos. Os incentivos serão suficientes para que o maior número possível de colaboradores adote, e pode não ser suficiente para os outros. As duas alternativas são: ou o colaborador irá se adaptar calmamente ou decidirá, em algum ponto, que não há escapatória. Eu suspeito que serão minoria – pequenos grupos de médicos e hospitais que continuarão trabalhando da mesma maneira que fazem há anos.

InformationWeek: O senhor afirmou que o programa de incentivos é uma pequena parte de uma reforma muito maior do sistema de saúde público. O que o senhor queria dizer com isso?

Blumenthal: É como se o programa de incentivos fosse uma fase preparatória, estamos literalmente colocando os fundamentos da construção. Se queremos melhorar a qualidade e a eficiência para nos assegurarmos de que as pessoas recebam o tipo de cuidado que precisam e não simplesmente o que podemos oferecer, você tem que se preparar para isso. Parte dessa preparação é melhorar a capacidade de gerenciamento de informações. TI na saúde é essencial para que isso aconteça. Se a reforma da saúde for aprovada, e ter investido na informatização e implementação dos arquivos antes de a lei ter sido decretada, nós dará um ponto de partida.

InformationWeek: Durante um discurso, o senhor mencionou que não ficaria surpreso de alguma associação médica – aquelas que dão certificados para especialidades médicas como cardiologia, por exemplo – começarem a avaliar a capacidade dos candidatos de utilizar arquivos eletrônicos da saúde ou qualquer outra ferramenta de TI como um requerimento para a validação da especialidade. O senhor conhece alguma discussão a respeito que já está acontecendo nesse meio?

Blumenthal: Eu estou certo que essa será uma realidade em uma ou duas décadas, simplesmente porque a lógica indica este caminho. A tendência daqui para frente é de que mais e mais a certificação de médicos seja avaliada pela sua performance, mais do que nos resultados vindos de testes. Eu não posso adivinhar qual associação fará o quê primeiro, mas posso dizer que a Associação Americana de Pediatras já trabalha desta maneira e a Associação Americana de Medicina Interna também concordou com este princípio.

InformationWeek: A Comissão Certificadora de TI em Saúde recentemente anunciou um caminho “adicional” para a certificação de produtos, desta maneira produtos mais modulados receberão certificação, e não só aqueles maiores e mais compreensivos programas eletrônicos de saúde. Diante do recente programa de incentivo, os colaboradores da saúde poderão ter uma abordagem mais modular? Em outras palavras, os incentivos serão baseados no tudo ou nada ou por escala?

Blumenthal: Isso tudo será tratado com a regulamentação que será emitida. Eu não quero adivinhar as possibilidades. Mais que isso, não sei o que a lei permite. O Conselho Geral terá de nos ajudar a interpretar essa questão.

InformationWeek: No caso de hospitais e médicos acabarem aderindo aos requisitos estipulados, haverá algum tipo de mecanismo que os CMS (Centros de Serviços de Cuidados Médicos e de Medicamentos) vão usar para “provar” que provedores de saúde estão fazendo o que eles dizem que eles estão fazendo com a TI de saúde? Trata-se de uma questão de boa-fé? Ou ainda uma questão de saber se determinados CMS recebem dados de provedores de saúde e como saber se isso significa que os prestadores de saúde devem estar fazendo o que devia ser feito com a TI de saúde? Como tudo isso será organizado?

Blumenthal: Essa é outra questão que será esclarecida no processo.

InformationWeek: Há um estímulo de US$ 2 bilhões, atribuídos ao Gabinete do Coordenador Nacional da Saúde TI. Já existe qualquer programa específico para esse estímulo?

Blumenthal: Temos uma série de programas sendo desenvolvidas que ainda não são públicas. Acreditamos que no meio do ano que vem serão publicadas. A fase agora é de desenvolvimento de programas. Alguns estão previstos pela legislação, tais como os US$ 300 milhões correspondentes a saúde que serão investidos no intercâmbio de informações a nível estatal.

InformationWeek: E quanto ao programa de empréstimos e de concessão?

Blumenthal: Há um setor responsável por conceder empréstimos a estados e tribos para facilitar a adoção e utilização de TI de saúde.

InformationWeek: Estes empréstimos dirigidos aos estados e tribos deverão ser usados para iniciar o intercâmbio de dados de saúde, ou eles podem usar o dinheiro para efetuar os seus próprios empréstimos e subsídios, como auxiliar organizações de saúde em comunidades rurais e implementar a TI local?

Blumenthal: Eu ainda não tenho uma resposta para esta questão porque não chegamos neste ponto ainda.

InformationWeek: Parece haver dúvidas se a CCHIT continuará a ser o organismo de certificação para qualificar registros médicos eletrônicos depois do programa de incentivo. Há alguma chance de um novo grupo fazer esse trabalho?

Blumenthal: Nós estamos estudando todas as opções que temos e agora vamos tomar uma decisão a curto prazo. Iremos pedir ao Comitê de Política para considerar esta questão e fazer algumas recomendações.

InformationWeek: É difícil para médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde, assim como muitas organizações, mudar a forma de trabalhar ao adotar os registros de saúde eletrônico. Mas um desafio ainda maior parece estar na troca de informações eletrônicas sobre os pacientes entre as organizações de saúde. Há um constrangimento? Esta é uma preocupação relevante?

Blumenthal: O intercâmbio de informações é a base essencial para um sistema de saúde efetiva. Independentemente do que médicos e hospitais pensam, os doentes claramente querem as suas informações eletrônicas para poder viajar de uma maneira segura e privada. Portanto, é muito mais um objetivo da política pública, melhorar a troca de informações. Os hospitais estão relutantes pelas razões que você descreveu. O objetivo de nossas políticas é tornar mais fácil a troca de informação sobre saúde e também criar um mercado de troca de informações, dando incentivos aos hospitais e médicos para se tornarem usuários significativos do sistema e ainda incluir a troca de informação como uma componente essencial dos seus trabalhos.

Catálogo Hospitalar Busca de serviços e equipamentos hospitalares, medicina e saúde
RSS
Parceiros

Portais: IT Mídia | IT Web | Saúde Web

Fóruns: IT Forum | IT Forum + | IT Business Forum | Saúde Business Forum