IT Mídia
Notícias em destaque
RSS
Notícia enviada por Heloisa Paiva heloisa@ppagina.com.br
| 17 de janeiro de 2014

TRATAMENTO GRATUITO para INFERTILIDADE CONJUGAL

Anualmente, entre outubro e janeiro, o Instituto Sapientiae – braço acadêmico do Grupo Fertility, coordenado pelo especialista em Medicina Reprodutiva Edson Borges – seleciona casais ou mulheres solteiras com renda familiar inferior a dois mil reais e que necessitem de tratamento de fertilização assistida para ter um bebê. As inscrições são feitas diretamente no site www.sapientiae.org.br, sendo necessário o envio do comprovante de renda via Correios (até 1º de fevereiro).

Inscrições no Instituto Sapientiae se encerram no final deste mês

Anualmente, entre outubro e janeiro, o Instituto Sapientiae – braço acadêmico do Grupo Fertility, coordenado pelo especialista em Medicina Reprodutiva Edson Borges – seleciona casais ou mulheres solteiras com renda familiar inferior a dois mil reais e que necessitem de tratamento de fertilização assistida para ter um bebê. As inscrições são feitas diretamente no site www.sapientiae.org.br, sendo necessário o envio do comprovante de renda via Correios (até 1º de fevereiro).

De acordo com o coordenador, a seleção é realizada entre março e novembro e os casais são selecionados com base em critérios médicos determinados pela equipe científica participante do projeto – que é resultado de uma parceria entre o Instituto Sapientiae e a Faculdade de Medicina de Jundiaí. As entrevistas e o tratamento são realizados nas dependências do Fertility – Centro de Fertilização Assistida, em São Paulo, sendo realizadas normalmente duas ou três consultas antes de dar início ao tratamento, a fim de solicitar e avaliar os resultados de alguns exames.

Borges diz que o tratamento tem duração de cerca de 20 ou 30 dias, incluindo o tempo de medicação (também gratuita) e os exames de ultrassom (que podem ser feitos através do plano de saúde ou SUS). Nesse período, inclusive, é necessário que casais do interior ou de outros estados permaneçam na cidade de São Paulo. “Só haverá algum custo se for necessário recorrer a um banco de sêmen ou ainda se for realizado o congelamento de embriões. Como costumam se inscrever mais de 1.500 casais todos os anos e o Instituto tem capacidade de atender 10% desse volume, quem não for selecionado pode voltar a se inscrever no ano seguinte”. Saiba mais detalhes do processo em http://www.sapientiae.org.br/perguntas.htm.

Catálogo Hospitalar Busca de serviços e equipamentos hospitalares, medicina e saúde
RSS
Parceiros

Portais: IT Mídia | IT Web | Saúde Web

Fóruns: IT Forum | IT Forum + | IT Business Forum | Saúde Business Forum